No fio da navalha

No fio da navalha
Brasilia 12/06/2019 - Foto: Adriano Machado Mnistro da Economia Paulo Guedes e presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, anunciou a devolução de R$ 3 bilhões ao Tesouro

“Na semana passada, o Tesouro realizou um megaleilão de títulos públicos e o investidor se assustou com o tamanho da oferta, exigindo taxas de juros bem mais salgadas para seguir financiando o governo”, disse Fábio Alves.

“O temor é que, com a crescente incerteza para a trajetória fiscal, o financiamento da dívida pública federal entre numa espiral sem volta: juros cada vez mais altos e prazos mais curtos”.

O investidor Carlos Kawall comentou:

“Não há um problema de insolvência no curto prazo, inclusive pela magnitude do caixa do Tesouro, que está conseguindo colocar papéis, mesmo que mais curtos, os quais estão sendo demandados em razão de uma curva de juros mais inclinada. Mas estamos no fio da navalha.”

Leia mais: Exclusivo: a máquina de lobby da Odebrecht teria sido usada, com a anuência de Toffoli, para ajudar na aprovação do nome dele para o Supremo
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 20 comentários
TOPO