Nota do Brasil pode ser rebaixada antes da eleição

Roberto Sifón Arévalo, diretor da Standard & Poor’s Global Ratings, disse a jornalistas que a agência de classificação de risco pode não esperar até 2018 para mudar a nota do Brasil, relata o Estadão.

No caso, “mudar” está mais para rebaixar do que para subir.

Arévalo elogiou o “nível elevado de comprometimento e disposição” do governo Temer em implantar medidas para o ajuste fiscal.

Ao mesmo tempo, disse que a turbulência em Brasília dificulta esse ajuste. “Claramente a situação política no Brasil é complicada, para dizer o mínimo.”

 

Temas relacionados:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Gaiatos & Gaiatos 500 disse:

    Essa gente não tem mais a menor credibilidade! Sempre atrasados! E no Brasil sempre foram cúmplices dos bandidos da ocasião!

Ler comentários
  1. irene disse:

    se o governo nao fechar ministerios. baixar salarios. getons e outros. enfim acabar com custo administrativo brasil. nada vai mudar,,,,,,,,,,, continuaremos os trouxas pagaos

  2. Pablo disse:

    S&P é aquela que estava sempre presente com os amigos do pt?

  3. Wesley Fonzar disse:

    Agências de risco avaliando o país por conveniência? Que credibilidade passa aos investidores?

  4. Jairo disse:

    Não tem que esperar mesmo. Outras agências já disseram que a revisão da meta não vai alterar a nota do país mas, se a S&P acha que deve alterar, está no direito dela, no momento que julgar adequado.

  5. Anti STF disse:

    Em última análise, graças ao STF! É a entidade mais nociva de nosso país! 27/08 deve ser a luta contra o STF, principalmente!

  6. Tarzan51 disse:

    Ele e seus apaniguados devem estar vendidos e, portanto, tomando ferro na Bovespa...