O Brasil na terceira divisão

O economista-chefe do Itaú, Ilan Goldfajn, deu uma entrevista esclarecedora ao Estadão.

O jornal perguntou por que a economia brasileira não está reagindo.

Ele respondeu:

Por enquanto, os sinais ainda não são de estabilidade. Basicamente, a piora ocorreu no último trimestre do ano passado e está ocorrendo neste primeiro trimestre de 2016. Só o legado do fim de 2015 para este ano já levaria o PIB de 2016 para uma recessão de 2,5%, 2,6%. Agora, no primeiro trimestre, deve ocorrer uma queda de mais ou menos 1%, o que já dá um recuo de 3,6%. E, para -4%, é uma queda pequena no segundo trimestre. Para se ter uma ideia, a queda acumulada do PIB já está entre 7% e 8%”.

O Estadão perguntou o que pode ocorrer.

Resposta:

“Eu acho que o País caiu para a segunda divisão e agora está todo mundo achando que voltar para a primeira divisão é só uma questão de tempo. Um time não sobe para a primeira divisão sozinho. Vai precisar de muita reforma e muito esforço porque, se não fizer nada, (o País) pode cair para a terceira divisão”.

Faça o primeiro comentário