O custo do Estado; o custo da Petrobras

Na França, que praticamente não produz petróleo, o preço médio da gasolina é de 5,38 reais.

Na Espanha, que praticamente não produz petróleo, o preço médio da gasolina é de 5,08 reais.

No México, que produz petróleo (cada vez menos) e importa 60% do combustível que o país consome, o preço médio da gasolina é de 3,26 reais.

No Brasil, que produz petróleo (no ano passado, a produção foi recorde) e importa cerca de 20% da combustível que consome, o preço médio da gasolina é de 4,5 reais — e subindo.

É o custo do Estado. É o custo da Petrobras (que. embora refine 95% do petróleo consumido no país, não precisa obviamente de concorrência).

Mas o governo tem explicações mais técnicas, menos simplistas.

Comentários

  • Leandro -

    Não é o Custo Estado, esse preço é resultado do GOLPE. Golpistas querem lucrar. Aprenda, faz favor: http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2017/06/1893968-importacao-de-combustivel-afeta-refinarias.shtml

  • Gilberto -

    Mania da malandragem importar preços!! Como se o consumidor brasileiro comprasse em reais na bomba do posto na França! Meu caro, quando se trata de vendas de produto produzido em âmbito nacional deve ser utilizada para comparação a UNIDADE MONETÁRIA!!!! Preço da gasolina na França, moeda euro, €1,53, portanto, a comparação em reais é unitária!!! Brasil, moeda real, R$1,53. Esse é o preço do combustível pago pelos franceses na França equivalente aos brasileiros no Brasil!!! Nenhum motorista está comprando em postos de gasolinas franceses na França!!! O câmbio é utilizado apenas para as relações comerciais ENTRE PAÍSES, NÃO de governo para com o seu próprio povo!!! Aqui não se ganha em euro e não se compra combustível em posto da França!! Então, compare com a Bolívia ou Venezuela!!!

  • Sergio -

    Se o preço em outros países é tão baixo, porque as distribuidoras não importam e vendem mais barato? Petróleo, gasolina, diesel etc é tudo comodity e o preço é regido pela oferta e demanda, salvo as doideiras da OPEP.

Ler 106 comentários