O fator Supremo

Celso Ming, no Estadão, elenca fatores animadores e desanimadores para a economia em 2017.

No plano doméstico, entre os primeiros, está o fato de a inflação estar novamente sob controle, não haver corrida ao dólar e o sistema bancário estar saudável.

Do lado preocupante, estão a crise fiscal dos estados, a Previdência e, por fim, a caixa-preta do Supremo.