Os alicerces para o crescimento sustentável

Ilan Goldfajn, num evento com executivos em São Paulo, disse que é preciso continuar com os ajustes e com as reformas.

“Para garantir que a tendência de queda das taxas de juros reais seja sustentável, é necessário continuar os esforços de reduzir a taxa de juros estrutural. Para isso, temos que perseverar no caminho dos ajustes e reformas.”

O presidente do Banco Central acrescentou que “os esforços do governo na área de infraestrutura e na privatização são alicerces importantes para esse crescimento sustentável”.

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

  1. Para que todos vejam: https://i.imgur.com/4CS5Qfq.png
    https://i.imgur.com/4CS5Qfq.png
    https://i.imgur.com/4CS5Qfq.png
    https://i.imgur.com/4CS5Qfq.png
    https://i.imgur.com/4CS5Qfq.png

Ler mais 14 comentários
  1. Para que todos vejam: https://i.imgur.com/4CS5Qfq.png
    https://i.imgur.com/4CS5Qfq.png
    https://i.imgur.com/4CS5Qfq.png
    https://i.imgur.com/4CS5Qfq.png
    https://i.imgur.com/4CS5Qfq.png

  2. Reforma da Previdência, Cortes no Funcionalismo e Privatizações.
    Reforma da Previdência, Cortes no Funcionalismo e Privatizações.
    Reforma da Previdência, Cortes no Funcionalismo e Privatizações.
    .
    .
    .

  3. Ainda estamos na linha do me engana que eu gosto….quem tem dinheiro para as privatizações ? chineses ? russos
    o governo vai abrir mão realmente de controlar os grandes orçamentos como Petrobras e Eletrobras ?

  4. A referência a privatização não é totalmente desprovida de sentido. Significa que mais capital vai ser investido em áreas importantes num momento em que o governo não tem fôlego próprio para fazer esses investimentos. Não sou um grande entusiasta de privatizações, quero deixar claro, mas pelo menos aqui não temos as macaqueações sem pé nem cabeça que pululam nos sites “de direita”.
    Quanto aos investimentos em infraestrutura, o sentido é óbvio: sem infraestrutura, não dá para fazer nada (mas não sei a que esforços do governo nessa área ele se refere, gostaria que alguém me esclarecesse, sem ironia nem sarcasmo da minha parte, é que não estou acompanhando tão de perto os acontecimentos).
    Pelo menos no discurso, é uma pessoa razoável. Nas ações, tem sido bem sucedido, então é duplo OK.

  5. Agora precisamos de emprego. Emprego precisa de crescimento (sem inflação). O que só acontece com o acerto das contas públicas. Esse acerto se dá com corte de gastos e aumento de receita. Os maiores gastos do governo estão na Previdência e no funcionalismo.
    .
    A receita aumentará com as privatizações (no curto prazo) e com o próprio crescimento (no longo). Além disso, as privatizações também resolvem o problema do investimento em infraestrutura, que não deve ser foco do Estado nesse momento.
    .
    Resumindo: precisamos da reforma da Previdência, cortes no funcionalismo, e privatizações.

  6. As três pragas que afetam o Brasil desde os tempos do Getúlio são o Protecionismo, o Estatismo e Nacionalismo.
    .
    Qualquer tentativa de crescimento sustentável tem que atacar os 3 pontos ou não serão bem sucedidos.