Os aplausos ao “jeitinho”

O Valor tem razão quando diz em seu editorial de hoje que o caso do Galeão — leia aqui — se torna precedente negativo para as concessões:

“Às vésperas de uma nova rodada de privatizações de aeroportos, marcada para o dia 16 de março, o governo envia sinais equivocados para investidores estrangeiros ao dar mais quatro meses de alívio à concessionária que administra o Galeão. Trata-se de uma injustificada conivência com o descumprimento das obrigações financeiras do grupo responsável pelas operações do terminal carioca.”

É difícil levar este país a sério.

Faça o primeiro comentário