Padilha quer que ‘batalha’ da Previdência termine em fevereiro

Em entrevista coletiva hoje, Eliseu Padilha disse que, se a reforma da Previdência não for votada em fevereiro, o governo não tem a intenção de insistir na pauta indefinidamente.

“Tem momentos em que a batalha tem que parar, e achamos que é em fevereiro”, declarou o ministro-chefe da Casa Civil.

A expectativa do governo é começar a discutir o projeto na próxima segunda (5) e votá-lo em 19 de fevereiro.

 

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Cláudio disse:

    E o povo quer que Eliseu Quadrilha vá em cana!!!!!!!!!

Ler comentários
  1. caça-petebas disse:

    A reforma é fundamental e inescapável. Antes agora do que no próximo governo. Só é contra quem acha que dinheiro nasce em árvore.

  2. Álvaro Monteiro disse:

    Se for para fazer reforma meia-boca é melhor nem fazer.

  3. Murilo disse:

    Se tiver 220 votos é muito. Melhor fazer uma saída honrosa ...

  4. Dia 5? disse:

    A$ Di$cu$$ões começam dia 5? Pensei que já tive$$em começado.

  5. MARCO BETTEGA disse:

    Governo que viveu em simbiose com os 13 anos de desgraça petista, com DNA do que há de pior no patrimonialismo . . . tanta verba liberada . . . tanta chantagem . . . dá nisso! NADA!

  6. MARCO BETTEGA disse:

    Quem é assertivo, não acha, faz . . . "a batalha tem que parar, e achamos que é em fevereiro”,

  7. Flávio Rocha - Pânico Jovem Pan - 01/02/2018 disse:

    "Não confie em um candidato a presidente que se declara contra a reforma da Previdência. Porque ele cometerá estelionato eleitoral." . Será como a Dilma em 2014. Finge que tudo está bem. Que não precisa mudar nada. Se elege. E depois vem a maior recessão de todos os tempos.

  8. Impávido Colosso disse:

    O mercado botou a faca no pescoço: ou vota em fevereiro ou não tem mala.

  9. josé disse:

    Este governo bandido e corrupto ja esta liquidado. Nao tem mais nenhuma credibilidade. Quem votar a favor da reforma da previdencia nunca mais sera eleito a mais nada

  10. Caco disse:

    Padilha é o retrato do desmoralizado governo Temer. Ninguém mais dá bola pra ele, não tem nenhuma perspectiva positiva e enroscou no mesmo discurso. Atolou na imagem verdadeira de ladrão e, sem o menor apoio de ninguém, Padilha é um zumbi vagando sem rumo pelos corredores.

  11. Não vão conseguir aprovar proposta obscura disse:

    Este bando de picaretas sabe que não vai conseguir aprovar essa proposta obscura mas fica fazendo terrorismo o tempo todo. Cuidado pois o mal que vcs desejam ardentemente aos contribuintes do INSS pode voltar para vcs seus bandidos mentirosos inescrupulosos.

  12. Lá Vai o Povo Pagar aos Parasitas disse:

    O secretário executivo do ministério Fazenda, Eduardo Guardia, afirmou nesta quinta-feira, 1, que, se não for aprovada uma reforma da Previdência, pode haver uma "explosão" da carga tributária, pois o governo será forçado a elevar impostos para pagar o rombo das contas públicas que é crescente. Ele ressaltou ainda que um "choque de impostos" em momentos de expansão da economia é contraproducente. . Sobre o BNDES, o secretário afirmou que o Tesouro emprestou mais de R$ 500 bilhões ao banco de fomento a taxas de juros abaixo dos preços de mercado. "Não dava para o BNDES continuar financiando daquela maneira". Guardia defendeu que os recursos para financiar projetos de investimento precisam vir do mercado de capitais. "Não dá para ter crescimento baseado em taxas subsidiadas."