Palmas para a recessão

Pela primeira vez na história, os lares brasileiros são mais abastecidos pelo atacarejo do que pelos tradicionais supermercados. Esse estranho neologismo que designa os atacadistas que atendem também consumidores finais.

Segundo a Nielsen, entre janeiro e setembro, 46,4% dos domicílios recorreram a esse canal de vendas; 40,5% aos supermercados; 35,9% aos hipermercados.

Para a consultoria, a prevalência do atacarejo tem uma explicação simples: a grave recessão, aliada à resistente inflação. No atacarejo, os preços são, em média, 10% menores que no varejo em geral.

Faça o primeiro comentário