Para não mudar a meta

Henrique Meirelles explica os cortes no orçamento:

“Estamos fazendo todo o necessário para cumprir a meta fiscal de 2017 e não mudar a meta.”

A meta fiscal deste ano é de um déficit primário de 139 bilhões de reais.

Na avaliação do ministro, serão adotadas “medidas bem balanceadas”.