Parente no cargo

Segundo o Estadão, Pedro Parente, presidente da Petrobrás, “teria sinalizado a interlocutores que seu plano seria permanecer na estatal por cerca de dois anos, prazo esperado para o início da ‘virada’ da petroleira”.

Se a Petrobras realmente der uma virada em dois anos, Pedro Parente tem de ser obrigado a permanecer no cargo.

Faça o primeiro comentário