Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Pastore rebate Guedes: "Vou continuar envelhecendo dignamente, trabalhando pelo país"

O guru econômico de Sergio Moro disse, ao Papo Antagonista, que a terceira via precisa se unir para ter chance de vencer as eleições de 2022
Pastore rebate Guedes: “Vou continuar envelhecendo dignamente, trabalhando pelo país”
Reprodução/Papo Antagonista/YouTube

Em entrevista ao Papo Antagonista, Affonso Celso Pastore, guru econômico de Sergio Moro, defendeu a união dos candidatos da terceira via na disputa presidencial de 2022.

Se algum deles tem a pretensão de ganhar uma eleição, eles têm que se unir. Tem muito mais pensamentos em comum entre eles do que pensamentos divergentes.”

O economista afirmou que não tem a pretensão de assumir um cargo no futuro governo caso Moro seja eleito, mas afirmou que pretende trabalhar em função do nome escolhido pela terceira.

“Eu não vou estar no governo. Quando esse cara for eleito, eu vou estar passando do meu 83º ano de vida para o meu 84º ano de vida. Eu estarei disposto a trabalhar 24 horas por dia por esse governo, mas eu jamais vou entrar em uma tarefa executiva. Então, isso me dá uma liberdade de discutir à vontade. Eu não tenho nenhuma pretensão pessoal. Eu vou ajudar esses caras enquanto eu estiver vivo.”

Pastore ainda rebateu as críticas que recebeu de Paulo Guedes quando foi anunciado por Moro.

“Em uma crítica que ele fez a mim, o Guedes falou tudo que ele tinha que falar ao meu respeito, que eu não entendo bem de teoria do equilíbrio geral, e disse o seguinte: ‘Esse cara devia calar a boca e ter uma velhice digna’. Estou tentando começar uma velhice digna, trabalhando pelo país. Vou continuar envelhecendo dignamente, trabalhando pelo país.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....