PEC do Teto: a estratégia

Henrique Meirelles e Darcísio Perondi não reconheceram – nem vão reconhecer -, mas está claro que estabelecer o teto de gastos para saúde e educação somente a partir de 2018 foi uma forma de minimizar as resistências no Congresso e garantir a aprovação da PEC 241 o quanto antes.

Faça o primeiro comentário