PEC do Teto: “O ponto de partida”

Ronaldo Caiado escreve, na Folha, um artigo em defesa da ‘PEC do Teto’.

Leiam este trecho, por favor:

“A PEC, como é óbvio, não é uma solução para os desafios da crise, mas o ponto de partida para que se possa vislumbrar alguma. É um freio de arrumação. Não é questão ideológica ou partidária, até porque contas —públicas ou privadas— não são de direita ou de esquerda. Obedecem a princípios imutáveis e implacáveis.”

Em relação ao mimimi petista sobre “redução de gastos com saúde e educação”, o senador comenta:

“Argumenta-se que a PEC irá reduzir gastos com saúde e educação. Não é verdade. Esses gastos já estão reduzidos por falta de meios para supri-los. O que a PEC faz é propor alternativas que evitem o recurso ao aumento de impostos. (…) Os que protestam contra a iniciativa são exatamente os que a tornaram imperativa pelos desmandos que impuseram à economia. O fato concreto é que há um desequilíbrio estrutural nas contas públicas, que terá de ser resolvido ou por meio de aumento de imposto ou pelo restabelecimento da racionalidade de gastos.”

Não percam, na nossa newsletter de amanhã, uma entrevista exclusiva com o relator da ‘PEC do Teto’ na Câmara, Darcísio Perondi.

Faça o primeiro comentário