ACESSE

Pedro Parente cedeu à pressão do Palácio do Planalto

Telegram

Pedro Parente fala em gesto de “boa vontade”, para criar um bom clima nas negociações com os caminhoneiros, mas a redução de 10% no preço do diesel é uma ação política.

O Planalto pressionou fortemente o presidente da Petrobras, como deixou claro Eliseu Padilha ao declarar que o cargo de Parente “é de confiança” de Michel Temer.

O executivo não pareceu tão incomodado em seguir às ordens de Brasília. “Não foi uma decisão fácil, uma decisão simples. Mas vou dormir bem esta noite.”

Comentários

  • Jober -

    O preço da gasolina ficou indexado ao dólar, conforme a politica da petrobras. ... com uma inflação interna de 2,8%. Com essa politica ele garantiu a recuperação financeira da petrobras (40 bi) extorquindo valores dos consumidores de gasolina, diesel, etc. como um simples executivo de uma estatal pode fazer isso com milhões de pessoas numa democracia? Rende uma discussão e tanto. Mas eu simplifico: "Fora Pedro Parente!" E que Temer tenha coragem de cortar fundo os impostos.

  • Vicente -

    A empresa não é estatal? Se o Presidente da República não puder sequer pressionar o presidente da empresa, danou-se.

  • Jaikson -

    10%? 15 dias????? Vtnc

Ler 44 comentários