A pegadinha de Caffarelli

Paulo Caffarelli surpreendeu o mercado ao trocar, dias antes do segundo turno, a presidência do Banco do Brasil pelo comando da Cielo (ex-Visanet) – onde vai embolsar uns cinco milhões por ano.

Caffarelli fez mais. Deixou em seu lugar no BB o executivo Marcelo Labuto, numa clara estratégia de empurrar o pupilo como solução técnica para o próximo presidente.

Só cai nessa pegadinha quem não conhece Caffarelli e seu passado com Guido Mantega e Aldemir Bendine.

Comentários

  • cristian -

    Empresa privada deve ficar de olho, pois esses políticos podem acabar usando a empresa como caixa 2.

  • Comentadorista -

    Fez um bom trabalho no BB mas é politicamente comprometido.

  • Noely -

    Bosonaro já vai engavetálo, pois os podres do Cafarelli já estão a tona.

Ler 22 comentários