Petrobras nega “acordos” e se diz vítima

Em comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários, a Petrobras se defendeu das acusações de que participou das negociações dos acordos de leniência envolvendo Braskem e Odebrecht.

“A Petrobras esclarece que tomou ciência do reconhecimento dos atos ilícitos praticados e dos valores referentes aos acordos firmados entre a Braskem e as autoridades públicas brasileiras e estrangeiras apenas quando das divulgações públicas realizadas pela própria Braskem e por tais autoridades.”

A estatal disse, ainda, que “é reconhecida como vítima dos fatos revelados pela operação Lava Jato da Polícia Federal e que vem colaborando efetivamente com as autoridades públicas que conduzem as investigações”.

Faça o primeiro comentário