PIB mais baixo, IPCA mais alto

PIB mais baixo, IPCA mais alto
Divulgação

Mário Mesquita, economista-chefe do Itaú Unibanco, disse para O Globo que o IPCA deve continuar aumentando até atingir 4,5%, em maio do ano que vem.

“Podemos ter depreciação sobre depreciação do real, e aí, mesmo com ociosidade, tudo fica mais intenso. Se o dólar for para R$ 6 no final do ano, o BC pode ter que iniciar o movimento de alta dos juros no início de 2021 para atingir a meta de 3,75% em dezembro. Por ora, as expectativas de inflação continuam ‘ancoradas’. Mas tudo vai depender do fiscal.”

O Itaú estima que o PIB deste ano vai cair 4,5%, para crescer apenas 3,5% no ano que vem:

“Na prática, se a economia não crescer nada no ano que vem, ela já garante um crescimento de 3% na média, por efeito estatístico. Então a alta de verdade será pequena, parecida com a que a gente já vinha tendo antes da pandemia.”

 

Leia mais: Por que a escolha de Bolsonaro para o STF agrada a Renan, PT, PDT...
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO