Planos econômicos: Dias Toffoli homologa acordo

Dias Toffoli acaba de homologar os acordos para que poupadores de planos econômicos de 1980 e 1990 sejam ressarcidos.

Os acordos englobam cerca de 1 milhão de ações judiciais referentes aos planos Bresser, Verão e Collor 1.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 6 comentários
  1. Calma lá, acordo? Acordo para receber menos de 20%, é uma vergonha e pelo que me consta, o ministério público não participou. Uma decisão que se confirmada a jurisprudência de várias decisões favoráveis aos poupadores, ao longo de mais de 20 anos, que segundo os bancos colocaria o sistema financeiro em crise, foi reduzida a uma gorjeta e mais, os pagamentos de 5000,00 sem desconto da gorjeta acordada, não levaram em conta as diferentes datas dos planos, quem teve perda em 1987, vai receber igual a quem tem teve perda em 1989 e 1990. C A L O TE! Em um país em que tendo chance, acordos são feitos envolvendo muito dinheiro por fora, esse poderia ser o maior de todos. Pergunta, o stf vai continuar sendo cúmplice, empurrando com a barriga até morram todos os titulares.

  2. E que não venham os ANIMAIZINHOS MAVs do Temer falar que isto é mérito do Mafioso! isto é acordo fechado por entidades Civis (Idec, e Instituto de poupadores)

    Mesmo assim um mau acordo, já que tiraram o Collor I do bolo,
    mas neste Brasil onde somos Furtados diariamente por grandes empresas e governo, pingando já é algo melhor.

    O que dá Nojo é que o Drácula vai receber os méritos desta ‘injeção de valor’ na economia, e vai dizer ‘meu governo, meu governo’, sendo que ele não teve NADA a ver com estes acordos, tão somente colherá os frutos da injeção na economia.

  3. O eterno privatizar o lucro e socializar a miséria. Brasil, país dos banqueiros. Daria até pra se aceitar o acordo para quem quisesse a ele aderir e quem não quisesse, que pudesse prosseguir com a ação, mas isso não será permitido.

  4. Brasileiros roubados na cara-dura pelos maiores bancos do país e depois obrigados a aceitar um acordo espúrio, aceitar mais de 20% de perda da sua poupança e com mais de 30 anos de atraso!
    Brasileiro é roubado de todas as maneiras! E com total aval da própria Suprema Corte do país!
    Não há chance alguma disso aqui dar certo com esses bandidos no Poder!