Por que a banca apoiaria o impeachment?

O Itaú anunciou um lucro líquido contábil de 5,945 bilhões no terceiro trimestre, 10% a mais do que o mesmo período do ano passado.

O Bradesco, por sua vez, teve um lucro líquido no terceiro trimestre de 4,12 bilhões de reais, 6,3% a mais do que no trimestre equivalente de 2014.

Para além da competência dos gestores de Itaú e Bradesco, há uma coisa muito errada num país em que bancos têm ganhos estratosféricos em meio a uma recessão violentíssima.

Essa coisa muito errada se chama tamanho do Estado e seus gastos estúpidos, financiados com títulos do Tesouro a juros que fazem a alegria da banca.

Os banqueiros não têm motivos para apoiar o impeachment de Dilma Rousseff. Pelo contrário, tem bilhões de razões para sustentá-la no poder.

Faça o primeiro comentário