Potencialmente pior

A OCDE entregou hoje a Joaquim Levy um relatório sobre a economia do Brasil.

A entidade piorou a previsão de contração do PIB deste ano de 2,8% para 3,1%. A previsão para 2016 é de queda de 1,2%.

Além de mostrar a piora da atividade, o estudo da OCDE diz que o PIB potencial do Brasil – o máximo de crescimento sem gerar pressão inflacionária – tem caído sistematicamente. Pelo cálculo da entidade, o PIB potencial brasileiro caiu de 3,1% em 2012 para 2,1% em 2015. Para o ano que vem, a OCDE prevê um PIB potencial de 1,9%.

Faça o primeiro comentário