"Precisamos de uma democracia mais calma", diz Arminio Fraga

“Precisamos de uma democracia mais calma”, diz Arminio Fraga
Foto: Bel Pedrosa/World Economic Forum

“O consenso ainda é de uma queda do PIB em torno de 6%, uma enorme recessão apesar da expansão fiscal, que foi a maior da nossa história e que vai deixar sequelas”, disse Arminio Fraga, em entrevista para o Valor.

“Minha experiência com crise é que nunca sabemos quando é o fundo do poço, é cedo para saber o veredito final”.

Ele disse também:

“A alavanca maior do crescimento vai ter que nascer a partir da política (…). Precisamos de uma democracia mais calma.”

Leia mais: Sócios no desastre: a responsabilidade dos governadores na pandemia. Clique aqui para ler mais
Mais notícias
TOPO