Presidente do fundo de pensão da Petrobras renuncia

Daniel Lima, presidente do Petros –o fundo de pensão da Petrobras–, renunciou seis meses após ter assumido o comando da instituição, registra a Folha.

Lima alegou motivos pessoais, e seu substituto ainda não foi definido.

O Petros é a segunda maior fundação de plano de pensão fechado do país, com mais de R$ 75 bilhões em ativos.

Pondé: esquerda brasileira tem "visão de mundo Cinderela". LEIA AQUI

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 27 comentários
  1. Os cotistas da Petros foram roubados pelos Governos Lula e Dilma, tiveram bilhões em prejuízos com a Petrobras, por exemplo, e a Diretoria não tomou nenhuma atitude contra o PT

    1. É descontado do funcionário, mas a empresa contribui com o mesmo valor ou mais. Dinheiro público da Petrobras…

    2. 75 bilhões em vento, com ativos podres muito provavelmente, e não é de todo povo. Esse dinheiro e descontado em folha do funcionário da Petrobras