Quem quer prejudicar Mansueto Almeida?

A coluna Radar da Veja publicou que Mansueto Almeida, secretário de Acompanhamento Econômico, “responde a um processo no TCU para devolver 779 mil reais aos cofres públicos. Ele ganhou uma bolsa no MIT, foi a Boston, mas voltou sem o diploma”.

O que a coluna Radar da Veja não publicou: no blog de Mansueto Almeida, ele informa que cursou os créditos de doutorado no MIT, fez a pré-defesa da tese, mas não a defendeu.

O Antagonista apurou que Mansueto Almeida não perdeu o direito de defender a tese no MIT e apenas espera o resultado no TCU para saber se e quanto exatamente tem de pagar. O tribunal lhe dá o direito de se manifestar depois de terminada a tomada de contas.

A tomada de contas ainda está na fase do contraditório e o TCU pode julgar favoravelmente casos como o de Mansueto Almeida, que se tornou o maior especialista em contas públicas do país graças também à formação no MIT.

A finalização do processo é necessária para que haja a devolução do dinheiro, se essa for a decisão do tribunal.

Quem quer prejudicar Mansueto Almeida, um dos mais lúcidos defensores do ajuste fiscal de verdade?

Faça o primeiro comentário