R$ 15 bilhões a caminho (2)

As concessionárias de rodovias não estão empolgadas com a MP que permite antecipar a renovação dos contratos.

Segundo a ABCR, que representa o setor, a maioria dos problemas continua intocada: condições impróprias de financiamento em banco públicos, dificuldades no licenciamento ambiental e alta dos custos.

“Considerando a responsabilidade do governo em relação a tais fatos, é direito das concessionárias o reequilíbrio econômico e financeiro dos contratos”, afirmou a associação, em nota à imprensa.

Faça o primeiro comentário