Refis: uma no cravo, outra na ferradura

O plenário da Câmara rejeitou emenda que impedia que políticos, funcionários públicos e suas empresas aderissem ao Refis, o programa de refinanciamento de dívidas com a União.

Mais cedo, a Casa tinha rejeitado a possibilidade de suspeitos de corrupção parcelarem suas dívidas ou ganharem desconto para quitá-las.

Tudo somado, ficou mais ou menos seis por meia dúzia.

Temas relacionados:

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

  1. Ler mais 9 comentários
    1. Falo há tempos.Não tem mais jeito.Os 3 poderes na 03 esferas da federação estão podres,fétidos,corrompidos.A Grande imprensa e contratados (repórteres, jornalistas,comentaristas,palestrantes e outros istas..) a maioria “Vendidos”. Tribunais de Conta, Partidos,Sindicatos,Confederações,Federações, Sistema S,OAB, uma nojeira.Só uma Intervenção Militar-Estado de Sítio, Nomeação de uma Constituinte para ACABAR com os absurdos da CF de 1988. Como É POSSÍVEL poderes LEGISLAREM em causa própria. O TITANIC JÁ DEU ÁGUA. FA já – Art.142 CF ou qualquer outro que justifique. O STM poderia ajudar.

    2. SÓ TEM BANDIDOS NO CONGRESSO NACIONAL.
      SÓ LEGISLAM EM CAUSA PRÓPRIA.

      MAS 2018 ESTÁ CHEGANDO…..NÃO VAMOS REELEGER NENHUM DESSES CRÁPULAS.

    3. É muita inocência pensar que os políticos, que criam leis para salvarem-se a si próprios, iriam fazer algum movimento para alterar seus planos.

    4. Parei de pagar imposto, vou aguardar o refis do refis do refis. Terão que me pagar para que eu pague imposto. Vão tomar no ku

    Os comentários para essa notícia foram encerrados.