Reforma da Previdência é “vantagem política”

Marcelo Caetano, secretário de Previdência do Ministério da Fazenda, em evento do Estadão:

“Se alguém negar o déficit, poderá cair em contradição em 2019.”

Aprovar a reforma previdenciária ainda este ano representa uma “vantagem política” para o próximo presidente, na avaliação dele.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;

Ler 5 comentários
  1. Vantagem política para quem? Só se for para o Temer e seus asseclas… que além de surrupiar direitos dos trabalhadores ainda pretendem posar de reformistas; mesmo que sobre a maciez de colchões recheados pelos ‘pixulecos’ cabalados junto aos seus financiadores e principais interessados: os ‘FUNDOS DE PREVIDÊNCIA PRIVADA’, nacionais e estrangeiros (geralmente nominados pela ‘grande mídia’ como ‘o mercado’!) Resta saber a taxa, o quantum e a forma do rateio de tais ‘pixulecos’!… rsrs