ACESSE

Reforma desidratada

Telegram

O Ministério da Economia teme que a reforma previdenciária seja desidratada.

Segundo O Globo, “a maior preocupação é com a regra de transição para quem já está no mercado de trabalho, que garante uma economia de R$ 200 bilhões”.

E mais:

“Os outros três pontos mais suscetíveis a pressões são as mudanças nas regras do BPC, pago a idosos da baixa renda (economia de R$ 30 bilhões); as alterações nas aposentadorias de trabalhadores rurais (R$ 30 bilhões); o aumento das alíquotas previdenciárias dos servidores públicos federais para até 22% (R$ 29,3 bilhões).”

A velha-guarda do Congresso mostrou os dentes: o governo escapa dessa mordida? AQUI

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 22 comentários