Reforma tributária é 'complicada' e Bolsonaro está 'alheio', diz prefeito de Manaus

Reforma tributária é complicada e Bolsonaro está alheio, diz prefeito de Manaus

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto (PSDB), afirmou há pouco não acreditar que a reforma tributária seja aprovada durante a gestão de Jair Bolsonaro.

Em debate com parlamentares promovido pela Febraban e pela CNI, o prefeito criticou a unificação dos impostos sobre serviços e defendeu a proposta “Simplifica Já”, que, segundo Virgílio, padroniza a legislação sobre o ISS e preserva a autonomia dos municípios.

“Eu não acredito na reforma tributária. É uma coisa complicada e vejo um presidente alheio.”

E acrescentou:

“As outras duas [propostas da Câmara e do Senado] são mais Brasília e menos Brasil. O polo industrial de Manaus não é contemplado em nenhuma dessas PECs.”

Como mostramos, Manaus perderia cerca de 16% de sua receita com o ISS se os impostos sobre serviços fossem unificados em um IVA (Imposto sobre Valor Agregado), segundo as contas da Frente Nacional de Prefeitos (FNP).

Leia mais: Combo O Antagonista+ e Crusoé: comece a ler por apenas R$ 1,90
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 14 comentários
TOPO