Remoendo-se

Meirelles afirmou, agora à noite, que a Fazenda analisará “com lupa” a lei de renegociação das dívidas estaduais, aprovada hoje pela Câmara. No limite, o ministro pode recomendar a Temer que a vete.

A declaração foi dada em evento com empresários em Curitiba. Além de negar que a versão aprovada representa uma derrota para o governo, já que retira muitas das contrapartidas para que os Estados renegociarem o que devem, Meirelles insistiu que os governadores continuam nas mãos de Brasília.

“O governo manteve sua prerrogativa. Quem aprova ainda é o presidente da República.”

Estamos falando de Temer. Lembrem-se.