A reoneração que não reonera

Orlando Silva, o deputado do PC do B que relata o projeto da reoneração da folha de pagamentos, indicou que pretende manter a desoneração para os setores inicialmente beneficiados por essa política -em 2011, na gestão Dilma Rousseff.

A proposta inicial, lembra a Folha, contemplou as áreas de couro, calçados, confecções e tecnologias da informação e comunicação.

O benefício fiscal, que acabou se estendendo a mais de 50 setores da economia, é considerado “uma droga” pela equipe econômica atual. Dilma conseguiu abrir mão de R$ 20,5 bilhões de receitas e, em troca, arrecadou R$ 3,3 bilhões.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. maria disse:

    Q29tdW5pc3RhIG7jbyBtZXJlY2UgY29uZmlhbudhLCBtdWl0byBtZW5vcyB2b3RvLg==

Ler comentários
  1. Renata disse:

    QWZpbmFsIGRlIGNvbnRhcyBubyBxdWUgZGVyYW0gYXMgaW52ZXN0aWdh5/VlcyBkZXNzZSBjYXJhPyANCkJyYXNpbCBwYe1zIGRhIGltcHVuaWRhZGU=

  2. Petralius disse:

    TyBxdWUgbyB66SBkYSBwYW1vbmhhIGRldmUgcmVsYXRhciDpIGNvbW8gZm9pIHRyYW5zZmVyaWRhIHRvZGEgYXF1ZWxhIGdyYW5hIHBhcmEgYXMgaW5zdGl0dWnn9WVzIGZhanV0YXMgY2lhZGFzIHBlbG8gUEMgZG8gQiB6aXUtemluaG8gZGEgc2lsdmEgbm9zICJkb2zhdXJlb3MiIHRlbXBvcyBkbyBtaXN06XJpbyBkb3MgZXNwb3J0ZXMu

  3. jorge disse:

    RWxlaef1ZXMgY2hlZ2FuZG8uTyB2ZXJtZWlvIG7jbyBlbmdhbmEgbmluZ3XpbS4NCkRFRkVOREE6TyBQT1ZPIFRFTSBESVJFSVRPIMAgNTAwIEdSQU1BUyBERSBUQVBJT0NBIFBPUiBESUEu

  4. Paulo disse:

    RXNzZSAgY2FuYWxoYSB0cmF2ZXN0aWRvIGRlIGNvbXVuaXN0YSBzZW1wcmUgdGVudGFuZG8gYXRyYXBhbGhhciBvIHBh7XMu

  5. murilo disse:

    TWFzIGEgY3VscGEgZGEgY3Jpc2Ug6SBkbyBvcGVy4XJpbywgcXVlIHZhaSB0b21hciBtYWlzIHVtIGZlcnJvIG5hIHJlZm9ybWEgZGEgcHJldmlk6m5jaWEuDQpQYXJhYulucyBhb3MgZW52b2x2aWRvcy4=