Roberto Campos Neto tem razão

Na semana passada, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, disse ao UOL que, diante da grave crise fiscal, o Brasil não tem capacidade de bancar programa assistencial.

A recuperação, acrescentou ele, virá (ou teria que vir) da queda da taxa de desemprego.

Campos Neto, claro, evitou fazer críticas explícitas, mas se fez entender.

“Obviamente temos uma preocupação fiscal e o Brasil não tem capacidade de seguir pagando R$ 600 por mês. O cenário ideal para o BC é onde o auxílio deixa de existir ou diminui [de valor]. A gente entende que vai ter algum tipo de programa, que não nos cabe comentar. Com isso, o efeito auxilio [na economia] tende a diminuir e a poupança será usada no consumo.”

Roberto Campos Neto tem razão.

Leia mais: Combo Crusoé e O Antagonista+: comece a ler por apenas R$ 1,90
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 30 comentários
TOPO