Sai energia, entra comida

Se no ano passado foram os preços administrados – com destaque para o reajuste de energia elétrica – que levaram a inflação a quase 11%, em 2016 serão os alimentos que sustentarão o ritmo elevado de alta de preços até, pelo menos, o meio do ano.

Faça o primeiro comentário