Secretário de Guedes admite possibilidade de vender reservas para reduzir dívida

Secretário de Guedes admite possibilidade de vender reservas para reduzir dívida
Foto: Fabio Pozzebom/Agência Brasil

O secretário de Fazenda, Waldery Rodrigues, afirmou há pouco que a venda de reservas entrou no “cardápio” de opções do governo para reduzir a dívida.

Em coletiva, o secretário disse que o governo considera devoluções antecipadas do BNDES à União e operações com ativos do Banco Central para reduzir a relação entre a dívida bruta do governo e o PIB em 2021.

 

“Esses são itens que entram no nosso cardápio de ações”, disse.

A venda de reservas foi citada ontem por Paulo Guedes. Em meio à desconfiança de investidores no quadro fiscal brasileiro, o ministro disse que fará “o que for necessário” para reduzir a dívida.

“Nossa lógica é muito simples. A dívida tem que cair. E a maneira de fazer isso é vender ativos, privatizar, desalavancar bancos públicos, reduzir dívida interna e até vender um pouco de reservas”, disse Guedes em evento do Bradesco.

Leia mais: Exclusivo: a casa secreta de Brasília
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 23 comentários
TOPO