ACESSE

Secretário de Guedes: teto de gastos é como terno em promoção, precisamos caber dentro

Telegram

Marcelo Guaranys, o secretário-executivo de Paulo Guedes no Ministério da Economia, afirmou nesta terça (18) que o teto de gastos precisa ser respeitado para gerar credibilidade para as contas públicas brasileiras.

Em conferência virtual promovida pelo Santander, o número dois da Economia argumentou que o caminho para abrir mais espaço no Orçamento deve ser a revisão de outras despesas.

“O teto foi colocado para gerar credibilidade para a sociedade, [ao sinalizar que] o Brasil não vai continuar na trajetória de gastança cada vez maior ano após ano. A gente comprou um terno e tem que caber lá dentro”, declarou Guaranys, segundo o relato da Folha.

“Conversando com o pessoal do Banco Mundial, eles falaram que somos loucos porque compramos um terno e vamos ter que caber [nele] e que geralmente a gente emagrece antes. E falei que no Brasil é assim mesmo, a gente compra na promoção e depois dá um jeito de entrar ali”, acrescentou.

O Antagonista acha que o terno de Guaranys e Guedes corre o risco de virar uma sunga. Se é que vai sobrar algum pano no final.

Leia mais: Exclusivo: a casa secreta de Brasília onde ministro conspira contra ministro

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 6 comentários