Segunda-feira negra: a bola está com os EUA

Agora, a bola está com o Federal Reserve. Há duas semanas, a China desvalorizou a sua moeda, emitindo o primeiro sinal forte do desaquecimento da sua economia e das consequências ainda mais nefastas que isso teria sobre as economias emergentes. De lá para cá, a Bolsa chinesa começou a derreter, com os investidores vendendo o que podiam, à espera do aumento de juros nos Estados Unidos.

A pergunta que todo mundo faz agora é se, diante do desastre, os Estados Unidos aumentarão mesmo a sua taxa de juros, o que faria desabar de vez as Bolsas nos mercados emergentes, como o Brasil.

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200