Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Sem dizer de onde sairá o dinheiro, ministro confirma Auxílio Brasil a partir de novembro

João Roma prometeu reajuste médio de 20% no valor do novo Bolsa Família. Ele não esclareceu, porém, como o governo bancará o programa
Sem dizer de onde sairá o dinheiro, ministro confirma Auxílio Brasil a partir de novembro
Reprodução/TV Brasil

João Roma (foto) prometeu há pouco que o governo iniciará o pagamento do Auxílio Brasil em novembro, com um reajuste médio de 20% sobre o valor do benefício que sucederá o Bolsa Família. Ele não esclareceu, porém, como o Ministério da Cidadania bancará o programa, nem o total de recursos que serão gastos.

Roma disse que o programa social não é uma medida eleitoreira, mas todos sabem que o Auxílio Brasil virou a grande aposta de Jair Bolsonaro em busca da reeleição no ano que vem.

“O objetivo do programa não é eleitoreiro, mas de emancipação dos cidadãos”, disse.

O ministro ainda disse que Bolsonaro determinou que as famílias recebam um valor mínimo de R$ 400, que será alcançado por meio de um benefício temporário que será pago entre novembro de 2021 e dezembro do próximo ano. Roma afirmou que os pagamentos feitos por meio do Bolsa Família variam, atualmente, de menos de R$ 100 até montantes superiores a R$ 500.

Segundo técnicos da equipe econômica, o governo deve gastar R$ 84,5 bilhões com o Auxílio Brasil. Entretanto, R$ 30 bilhões dessa despesa precisarão ser desembolsados fora do teto de gastos.

Com isso, o governo quer incluir na PEC dos Precatórios a autorização para usar esses recursos exclusivamente no pagamento do Auxílio Brasil.

Assista:

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO