Senado libera capital estrangeiro em aéreas e retoma bagagem gratuita

O plenário do Senado aprovou hoje, no último dia antes de perder a validade, a MP que amplia a possibilidade de capital estrangeiro em empresas aéreas no Brasil e a volta da franquia gratuita de bagagens em voos nacionais.

Aprovado na Câmara ontem à noite, o texto segue agora para a sanção de Jair Bolsonaro.

Segundo a Folha, para não fazer alterações na MP,  o que obrigaria a proposta a retornar à Câmara, Roberto Rocha –o relator– abriu mão de trecho que previa que as empresas com mais de 20% de capital estrangeiro seriam obrigadas a operar ao menos 5% dos voos em rotas regionais.

Esse item, derrubado na Câmara, será inserido na Lei Geral do Turismo, que deve ser votada na semana que vem na CCJ do Senado.

Como foi articulada a primeira grande derrota de Sergio Moro em Brasília. LEIA AQUI

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Amok disse:

    Deveriam deixar ter 100% de capital estrangeiro sem pedir nenhuma contrapartida

Ler comentários
  1. Cláudio disse:

    o um pouquinho de pressão não faz? o pais deslanchando em uma semana

    1. Parlamento fazendo merrda quando faz alguma coisa. Exigir bagagens gratuitas é exigência típica de paizeco de quarto mundo. Lugar que não respeita a livre iniciativa e vive patinando sem sair do l

  2. Ronald disse:

    Eu não entendi essa da bagagem gratuita. alguém saberia dizer?Pessoal do governo comemora e a Caneta Desesquerdizadora, que é tb de direita ataca dizendo isso dificulta as lowcoasts Int. concorrere

    1. Elas cobram pela bagagem além da passagem. Desse jeito vai ter que embutir esse custo na passagem de todo mundo

  3. O disse:

    Seguimos trabalhando! Vamos que vamos, presidente Bolsonaro!!!

    1. Seguimos trabalhando ? kkkkkkkk. O congresso esta votando e fazendo o que quer enquanto a reforma da previdencia esta la, atirada em um canto da sala.

  4. José disse:

    Para compensar a não cobrança da bagagem de porão, o ideal é aumentar a exigência em relação ao tamanho e peso, da bagagem de mão que muitas vezes extrapolam nos bagageiros, arriscando os pass

    1. Pessoal agora vai voltar a despachar no local correto e deve diminuir o embarque de malas dentro do avião, assim esperamos todos!! Chega de malaiada dentro do avião, literalmente!

    2. Concordo. além de tumultuarem na fila, no momento do embarque. Nesses ultimos meses estao um caos as salas de embarque.

    1. Meu CAM, com nosso mercado cartelizado como é cai não. O Brasil bota tudo a perder. Quando a Azul veio prá cá, a proposta dela era praticar preços baixos, como nos EUA e hoje é a mais careira de