Senador defende ‘pressão política’ para que a PEC do pacto federativo avance

A PEC do pacto federativo, que pode ampliar os repasses de recursos para os governos regionais, deve chegar ao Senado no início de abril.

Paulo Guedes quer que a proposta tramite junto com a reforma da Previdência.

O senador Luis Carlos Heinze concorda. Ele disse a O Antagonista que tem conversado sobre o assunto com os governadores dos estados mais endividados: São Paulo, de Minas Gerais, do Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Paraná e Goiás.

“Todos estão com o mesmo foco, entendendo que algumas coisas precisam ser resolvidas logo. Os estados não estão conseguindo pagar folha de pagamento. Para mim, isso é prioridade. Eu sei que o país está em uma situação difícil, mas os estados também estão.”

Para Heinze, tem de haver “pressão política” para resolver a dívida dos estados.

“Não tem outro jeito. O pacto federativo pode andar junto com a reforma. As duas coisas estão interligadas.”

A reforma das reformas está em risco. LEIA AQUI

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

  1. Beto disse:

    Com esta constituição q temos , a constituição do mundo de Alice, podem remendar esta colcha o qto quiserem não vai adiantar, o pano é podre.

Ler comentários
  1. Bocage disse:

    Mais dinheiro para contratar mais gente que não trabalha!

  2. RMD disse:

    O ideal seria uma Confederação como Canadá, Suiça, Australia.

  3. José disse:

    Estes caras estão achando que só vai ser repassado o recurso para eles contratarem mais gente e nada de obrigações? A solução é responsabilidade fiscal.

  4. DireitaMassiva disse:

    URGENTE! URGENTE! Todos devem agitar suas redes sociais pois o STF está preparando uma ULTRAMEGAPIZZA hoje a tarde!! Todo mundo protestando!! Todo mundo cobrando!! A LAVAJATO CORRE RISCO DE PIZZA!!

  5. EDUARDO disse:

    Precisa dividir o saque. Não pode ficar só no governo federal. Tem de distribuir a pilhagem !!! Ainda mais agora com a reforma da aposentadoria. Vai ter dinheiro a vontade para ser roubado...

  6. PátriaAmada disse:

    Uma coisa interliga com a outra, tipo assim, uma mata o pobre e a outra oculta o cadáver.