Será que o BC vai subir?

Sob pressão política, o Banco Central, comandado por Alexandre Tombini, encontrou o argumento que precisava para não frustrar a cúpula do PT ao subir a taxa básica de juro nesta semana. Em comunicado não usual, Tombini informou há pouco que levará em conta a projeção pessimista do FMI para a economia do Brasil. Agora o mercado crê menos na eventual alta de 0,50 ponto nos juros, atualmente em 14,25% ao ano.

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200