Talvez nem em 2017

“O mercado deve cortar as estimativas do PIB em 2015 para quedas entre 3,7% e 4%”, disse a economista Solange Srour, ao Estadão.

Em 2016, a queda do PIB também deve superar os 3%.

“Isso é muito grave, porque vamos ter uma queda acumulada de quase 7,0% em dois anos consecutivos e, pode até demorar um pouco, mas os impactos sobre emprego e renda vão ser fortes e a sociedade vai sentir muito essa queda no PIB”.

A reportagem perguntou a Solange Srour quando a economia vai voltar a crescer.

Ela respondeu:

“Talvez nem em 2017”.