TCU alivia para Luciano Coutinho, mas aumenta punições de Mantega e Bendine

O plenário do TCU aumentou as penas aplicadas a Guido Mantega e Aldemir Bendine pelas pedaladas fiscais na gestão de Dilma Rousseff.

O tribunal aumentou de cinco para oito anos o tempo em que o ex-ministro da Fazenda deve ficar inabilitado para ocupar cargos de comissão e funções públicas de confiança.

Walton Rodrigues, o ministro que relatou os recursos no TCU, destacou que Mantega estava à frente da equipe econômica que definiu as estratégicas fiscais que maquiaram os resultados das contas públicas.

No caso do ex-presidente da Petrobras e do BB, a corte determinou inabilitação para cargos e funções públicas por seis anos e aumento da multa aplicada a Bendine, de R$ 30 mil para R$ 50 mil.

O tribunal, porém, manteve em R$ 30 mil a multa para Luciano Coutinho.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 6 comentários