“Tem cura”

Armínio Fraga, ex-presidente do Banco Central, defende no Valor ser preciso “acelerar o ajuste fiscal”.

Leiam, por favor, a análise feita por ele:

“O Brasil não está condenado e, em algum momento, as coisas vão começar a mudar.”

E emenda:

“Do jeito que a coisa está é difícil crescer mesmo. Mas não é um problema permanente. Não estamos na situação em que o jogador do time de futebol perdeu a perna. Ele está meio gordo, com problema de alcoolismo e deprimido. Mas tem cura.”