Tombini voltou a ser Tombini

O PT pediu a demissão do presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, porque ele sinalizou que aumentaria os juros na reunião do Copom.

E o que fez Tombini?

Voltou atrás e deu a entender que os juros devem permanecer do jeito que estão, usando como pretexto as previsões catastróficas do FMI para a economia brasileira.

Um ex-diretor do BC disse ao Estadão:

“Isso é contraditório com toda a linha apresentada desde o final do ano passado. Ou o BC não passou os recados certos ou teve de mudar de posição de última hora, o que é muito pior”.

Tombini não é contraditório. Ele é incapaz e servil.