Tudo pronto para a saída de Levy

Dilma Rousseff liberou 30,5 bilhões de reais de créditos do BNDES para a indústria automobilística que haviam sido cortados por Joaquim Levy no mês passado.

Joaquim Levy reclamou.

Um de seus assessores disse ao Estadão:

“Não há qualquer indicação de que vai mudar o valor”.

É um bom pretexto para selar sua saída do Ministério da Fazenda.

Faça o primeiro comentário