Tudo vai bem para Meirelles

Henrique Meirelles, pelo visto, vendeu para Christine Lagarde e para o FMI a ideia de que o governo tem tudo sob controle para aprovar as reformas no Congresso:

“Sinto-me encorajada pelo foco e a direção dessas reformas. Aprovando-as em um prazo razoável, ajudaria a fortalecer a credibilidade da política macroeconômica, reforçar a confiança na economia e ancorar um retorno a um crescimento forte, sustentável e inclusivo”, disse Lagarde.