Voo cancelado

As companhias aéreas não contam com os Jogos Olímpicos para animar os negócios. Além da recessão, as passagens vendidas para o evento apresentam menor margem de lucro, por comporem pacotes vendidos por agências de viagem. A avaliação é de Eduardo Sanovicz, presidente da Abear, que representa as empresas do setor. A expectativa é que a queda da demanda, em 2016, seja o dobro da prevista para o PIB – algo como 6% ou 7%.

http://www.financista.com.br/noticias/olimpiada-nao-ajudara-as-empresas-aereas-diz-presidente-da-abear

Faça o primeiro comentário