ACESSE

XP diz que Itaú tem "desespero" porque Personnalité perde 150 milhões por dia para corretora

Telegram

Gabriel Leal, um dos sócios da XP, atacou frontalmente o Itaú, em entrevista coletiva, para comentar a campanha comercial agressiva do banco contra a corretora:

“Nossa leitura é que essa comunicação (a campanha comercial do Itaú) nada mais é que uma grande atitude de desespero do banco. Isso mostra a incapacidade do banco de se reinventar, Surpreende um banco tão sério colocar (no ar) uma campanha de tanto mau gosto, denegrindo a imagem de profissionais capacitados, mais de 10 mil (agentes autônomos). Isso mostra o desespero, porque quando você não tem mais nenhuma proposta de valor para falar, não resta outra coisas a não ser agredir seus competidores.”

E mais:

“Uma informação importante é que todos os dias saem 150 milhões (de reais) do Itaú para vir à XP. Se fizermos uma projeção no tempo, não seria difícil imaginar que o Personnalité em três anos pode acabar. Um mercado de capitais forte desenvolve o país. É justamente esse cenário que o Itaú não quer. Ele quer o país de antigamente, com altas taxas de juros.”

E ainda:

“Se o Itaú não está satisfeito com nosso modelo, deveria repensar sua participação (na XP).”

Nunca se viu uma lavagem de roupa suja como essa no sistema bancário.

Leia mais: O que Moro pensa sobre o Brasil? Clique e saiba mais

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos

Os comentários estão desabilitados