Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Ratinho defende Sérgio Reis na TV: "ficou sem o direito de falar e ser ouvido"

Apresentador reclamou que o Brasil não aceita mais opiniões contrárias
Ratinho defende Sérgio Reis na TV: “ficou sem o direito de falar e ser ouvido”
Reprodução/TV Globo

Ratinho fez uma espécie de editorial em defesa do cantor Sérgio Reis na última segunda-feira. O manifesto foi apresentado em seu programa no SBT e não empolgou a audiência –– o apresentador perdeu de 6 a 9 para a Record em São Paulo.

“O Sérgio Reis teve um vídeo vazado na internet com uma frase infeliz, e já disse estar arrependido das palavras que usou. Muita gente está embarcando numa onda, amaldiçoando esse cantor que, aos 81 anos, ficou sem o direito de falar e ser ouvido”, disse.

“Eu não entro no detalhe se o que ele falou é certo ou errado. O que sei é que hoje o Sérgio está sofrendo uma perseguição sem igual. Quantos artistas alinhados com o outro lado do poder falam coisas muito piores e são aplaudidos?”, completou.

Na entrevista que concedeu a Roberto Cabrini, jornalista da Record, Sérgio Reis se queixou da falta de apoio da classe artística. Até o fim de semana, somente o cantor Roger, do Ultraje a Rigor, havia manifestado solidariedade. 

O movimento para reconstrução da imagem de Sérgio, entretanto, não tem funcionado. Marco Bavini, produtor e filho do sertanejo, anunciou nesta quarta-feira que o disco que o pai lançaria este ano foi cancelado.

“Meu mundo é musical e o trabalho saiu desse ambiente. Então, parei o projeto. Não tive escolha. Não existe mais”, disse.

Mais notícias
TOPO