Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Acusado de assédio, Rogério Caboclo é suspenso da presidência da CBF até 2023

A decisão unânime foi tomada em reunião fechada na sede da entidade, no Rio de Janeiro, com dirigentes de 27 federações
Acusado de assédio, Rogério Caboclo é suspenso da presidência da CBF até 2023
Foto: Lucas Figueiredo/CBF

A Assembleia Geral da CBF ratificou nesta quarta-feira (29) a decisão da Comissão de Ética de suspender Rogério Caboclo da presidência da entidade por 21 meses, até março de 2023, por acusações de assédio sexual e moral.

A decisão unânime foi tomada em reunião fechada na sede da CBF, no Rio de Janeiro, com  dirigentes de 27 federações estaduais. Impedido de comparecer por determinação da Justiça do Trabalho — que investiga a conduta da entidade no caso –, Caboclo foi representado por seus advogados.

Com isso, Ednaldo Rodrigues segue interinamente no comando da CBF até o fim da suspensão.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....